Como A Resiliência Pode Melhorar O Relacionamento Amoroso?

O amor, de fato, é lindo – mas a resiliência pode torná-lo, além disso, eterno, forte e resistente a qualquer conflito. É por isso que é muito importante entender como adicionar essa característica na vida do casal pode auxiliá-lo.

Casais – especialmente à longo prazo – sabem muito bem que o amor é fundamental para qualquer relacionamento, mas entendem perfeitamente que, ele, sozinho, não o sustenta.

Uma rotina qualquer precisa se basear em pilares de respeito, compreensão, concessão e, mais importante ainda, resiliência. Senão, a fragilidade do dia a dia pode ser capaz de tirar o melhor de cada membro do relacionamento – o afeto que sentem um pelo outro.

União alguma resiste sem conflitos saudáveis que façam com que o casal cresça e aprenda com os próprios erros. Porém, a capacidade de permanecer forte e poder, realmente, crescer, é algo que só se conquista através da resiliência.

Como A Resiliência Pode Melhorar O Relacionamento Amoroso?

Compreendendo as formas de usar a resiliência em um relacionamento e, mais ainda, de desenvolvê-la junto a quem se ama, é possível promover uma união muito mais forte, duradoura e, quem sabe, até mesmo para toda a vida?

O que é resiliência?

Na prática, a resiliência é a capacidade de superação e de se recobrar em meio a maus momentos. Ou seja, é conseguir se reerguer depois de uma queda.

Na teoria, a resiliência pode ser muitas coisas. Ela pode atuar desde o momento em que um casal respeita o tempo um do outro para pensar sobre uma discussão, até a hora em que eles decidem conversar para criar padrões saudáveis de comunicação e fala.

Para compreender melhor o conceito de resiliência dentro de um relacionamento amoroso, serão explicados cada um dos tópicos a seguir:

  • Casais resilientes superam;
  • Vantagens da resiliência;
  • Hábitos de casais e pessoas resilientes;
  • Dicas para desenvolver a resiliência;
  • Mantenha seu relacionamento forte e tenha um amor para a toda a vida.

Ao abordar cada um desses pontos, será possível utilizar tanto a prática, quanto a teoria envolvida na resiliência em um relacionamento a fim de fortalecê-lo.

Casais resilientes superam

O mundo moderno, de amores rápidos e passageiros, tirou de muitos casais a capacidade de resiliência.

A facilidade de conhecer uma nova pessoa e recomeçar, seguindo um falso sentimento de “borboletas na barriga” constante, fez diversas pessoas acreditarem que, à vista de qualquer problema, basta seguir em frente e deixar o parceiro para trás.

Porém, o mesmo hábito veloz de trocar de relacionamento sob qualquer crise fez com que uma nova geração de pessoas carentes de afeto, de bases e até mesmo de raízes.

Essa teoria é embasada pelo sociólogo e pensador Zygmunt Bauman, em seu livro Modernidade Líquida.

Hoje, em busca de solidez, relacionamentos do mundo todo carecem de resiliência para sobreviverem aos demais males do mundo moderno – especialmente a gestão de crises.

É essa característica que permite aos cônjuges da atualidade batalhar pelo que desejam, enfrentar as dificuldades, superar crises e aprender com seus próprios erros.

Invariavelmente, casais resilientes superam, conversam um com outro, buscam entender a origem dos problemas que surgem em sua vida e conversam de forma saudável sobre possíveis soluções.

Eles entender que é preciso respeitar o tempo do outro e não tornam a convivência a dois algo egoísta e individual.

Conhecer os hábitos de casais resilientes e saber como aplicá-los em seu próprio relacionamento pode trazer diversas vantagens para o cotidiano e a manutenção de um relacionamento amoroso. Confira.

Vantagens da resiliência

Ao apostar em resiliência, casais de qualquer idade passam a contar com uma série de benefícios em seu relacionamento, como:

  • Se livrar da culpa;

O sentimento de culpa pode ser uma grande armadilha para qualquer casal. Junto a ela tendem a surgir medos, inseguranças, discussões que não levam a lugar algum e, mais do que isso, a tendência a culpar também o outro.

Toda vez que algo dá errado, é comum que um ou ambos dos parceiros envolvidos em um relacionamento busquem carregar consigo toda a culpa do relacionamento, fazendo com que ele se torne pesado, quase um fardo.

Ou, por outro lado, eles podem buscar se livrar de qualquer culpa real jogando-a no outro ou descontando-a em palavras agressivas e depreciativas.

Adquirir o hábito da resiliência faz com que lidar com a culpa se torne muito mais simples.

Afinal de contas, ela permite que, ao invés de perder tempo com todos os pequenos e destrutivos erros acima, o casal se torne capaz de atuar com proatividade e descobrir como o próximo passo pode ser tomado a fim de melhorar o relacionamento.

A resiliência transforma qualquer sentimento de culpa em uma vontade de compreender onde é que está o erro, buscando uma solução viável para ele.

  • Usar o humor como ferramenta para superar as dificuldades;

O humor é uma ferramenta poderosa a ser usada em qualquer momento da vida.

Uma boa gargalhada, comprovadamente, pode alterar a química e, consequentemente, a mecânica do cérebro e permitir que pressões e problemas ganhem uma nova face.

Ao saber como aplicar o humor nas pressões e crises de um relacionamento amoroso, o casal usa mais uma vez a resiliência o seu favor, transformando discussões que poderiam ser fatais para o casal em comunicações produtivas.

Afinal, o que mais se vê – e que acaba por desgastar qualquer rotina – são pequenas discussões referentes à filhos, às contas da casa, à gestão do lar, etc., se transformarem em grandes e pesadas brigas.

Usando o humor como ferramenta para evitar isso, um casal resiliente aprende a conversar de forma a solucionar, ao invés de atacar e ferir.

  • Desenvolver a capacidade de pedir ajuda;

O orgulho, na grande maioria das vezes, impede casais de todas as idades de terem um relacionamento saudável.

Isso acontece uma vez que, em face a um problema, eles evitam pedir ajuda um ao outro.

Seja em função de ter medo de se mostrar falho, ou simplesmente para não incomodar o cônjuge, manter seus problemas dentro de sua cabeça e não compartilhá-los com o outro pode ser um grande erro.

Essa característica, na verdade, demonstra baixa resiliência e impede que soluções simples sejam encontradas, além de balançar a confiança do casal.

Afinal, é sabido que um grande problema pode afetar a forma através da qual nos comunicamos, agimos e até mesmo funcionamos.

Ao mudar seu comportamento bruscamente, é possível que o parceiro perceba e se sinta fora de sintonia no relacionamento, impedindo, novamente, que uma comunicação produtiva seja estabelecida.

Sendo assim, é fundamental que haja a introdução de um hábito resiliente em qualquer relacionamento que visa o longo prazo: a de pedir ajuda.

Casais resilientes sabem que é preciso de parceria para enfrentar o dia a dia de forma saudável e compartilhada.

  • Abraçar a vulnerabilidade;

Ser vulnerável, para muitos, é uma falha. Porém, casais resilientes sabem que isso não é verdade.

A vulnerabilidade é uma das características que nos torna humanos – especialmente a ponto de questionar nossa própria existência e, com isso, melhorar nossa capacidade de enxergar o mundo.

Em um estado de vulnerabilidade, um casal reforça o que sente um pelo outro, se expressa com mais facilidade e busca por soluções de forma conjunta com mais eficiência.

Ainda que a vulnerabilidade não deva ser um estado constante de espírito, saber quando abraça-la e aprender com ela é fundamental para a manutenção de um relacionamento resistente aos problemas do dia a dia e duradouro.

  • Trabalhar a vontade de estar com quem se ama.

Finalmente, a última vantagem a ser citada nesse artigo relacionada à resiliência é a de trabalhar o relacionamento, dia após dia, para estar perto de quem se ama.

Ao usar a resiliência no cotidiano, permite-se que seja constantemente renovada a vontade de solucionar problemas ao invés de ceder a eles, o que, por sua vez, permite que cada desafio seja superado com calma, conversa e parceria.

Pequenos hábitos diários demonstram que um casal se nutre das vantagens de usar a resiliência, sendo importante conhecê-los e aplicá-los.

Hábitos de casais e pessoas resilientes

Não só casais, mas pessoas resilientes de todas as idades sabem que é preciso buscar hábitos que auxiliam na hora de superar desafios. Alguns desses hábitos são:

  • Dar espaço um ao outro e a si mesmo;

Pessoas resilientes sabem que problemas e conflitos são inevitáveis na vida e, ao invés de ceder a eles e se martirizar, eles dão tempo ao tempo e se permitem pensar calmamente sobre a situação, buscando resolvê-la.

Em um relacionamento, o parceiro resiliente sabe que, após uma crise qualquer – individual ou conjunta – é preciso respeitar o tempo e o espaço do outro antes de engajar qualquer nova conversa.

  • Conversar com a cabeça fria durante uma crise;

Ao conquistar o primeiro hábito, o parceiro resiliente compreende que só é possível usar a comunicação produtiva para buscar soluções com a cabeça fria.

De nada adianta conversar quanto o outro está exaltado ou excessivamente nervoso – isso só tende a gerar falas agressivas, carregadas de culpa e que geram arrependimento.

Na busca de promover hábitos resilientes no dia a dia, é preciso conversar sempre em um estado de calma e tranquilidade.

  • Usar palavras de reforço positivo durante uma discussão;

Ainda sob a perspectiva de dar tempo ao tempo, o respeito do espaço do outro e a aposta em calma ao conversar promovem mais um hábito comum do casal resiliente: o de usar palavras positivas durante uma conversa.

Por discussão, tende-se a entender “briga”. Porém, isso não é verdade. Discutir um problema, enfrentar seus pormenores e lidar com ele é o que permite que boas soluções sejam encontradas.

Porém, é impossível fazer isso com alguém que agride o outro em sua fala, que não vê perspectiva de melhora em situação alguma e que não se esforça ao enxergar cenários – e falar sobre eles – de forma positiva.

É por isso que casais resilientes buscam o otimismo e o reforço positivo ao gerenciar suas crises.

  • Promover constante lealdade;

Uma das características mais importantes de qualquer relacionamento é a lealdade. Isso não é dito nem mesmo em termos de traição física, mas de permitir que o outro se sinta devidamente importante e protegido.

Ser leal ao parceiro significa ficar ao seu lado em qualquer situação. No acerto, apoiando-o e, no erro, usando as dicas acima para buscar soluções eficientes.

  • A busca pela melhora através do costume de ouvir.

Saber ouvir (de forma ativa) é um dos maiores segredos de relacionamentos duradouros e fortes.

Existe uma diferença enorme entre silenciar e realmente ouvir. O hábito de escutar o que está sendo dito e buscar uma compreensão acerca disso é chamado de escuta ativa.

Promover a escuta ativa, compreender o que fere e o que é importante para o outro e buscar por formas de trazer isso para o relacionamento é sinônimo de resiliência no amor.

Como A Resiliência Pode Melhorar O Relacionamento Amoroso?

Dicas para desenvolver a resiliência

Ao compreender o que faz de um casal resiliente e quais hábitos podem ser incorporados em um relacionamento que busca ser resiliente, é hora de colocar algumas dicas em prática:

  • Entenda que crises são inevitáveis – tanto na vida pessoal, quanto à dois.
  • Respeite o seu tempo e o do outro de absorver o problema e se acalmar em vista a ele;
  • Converse, peça ajuda e busque soluções realistas para a crise;
  • Seja proativo na hora de solucionar pequenas questões do dia a dia;
  • Permita-se a vulnerabilidade;
  • Busque se comunicar de forma positiva e incentivadora – e não com agressividade ou em momentos de raiva;
  • Entenda que é preciso evoluir constantemente para construir um bom relacionamento;
  • Em sua evolução, inclua seu parceiro e dê os devidos méritos a ele. Você não chegou onde está hoje sozinho(a).
  • Tenha vontade de melhorar, estimulando-a através de um contato saudável com o parceiro – físico e intelectual.

Colocando as dicas acima em prática, será possível aproveitar todos os benefícios da resiliência para promover um bom relacionamento diário.

Mantenha seu relacionamento forte e tenha um amor para a toda a vida

A resiliência é essencial para a gestão de um relacionamento saudável e forte. Com as dicas acima, é possível que seu relacionamento dure até mesmo toda a vida! Aposte nelas e comprove por si mesmo o poder dessa característica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *